Prêmio Caio Sustentabilidade

Prêmio Caio 19ª Edição

Case: MOBILIZAÇÃO DO CÓDIGO FLORESTAL
Candidato: Comunicato Eventos Inteligentes
Cliente: CNA - Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil
Segmento: Prêmio Caio Sustentabilidade
Estado: DF
 
Capa Apresentação Conteúdo Apresentação de inovações tecnológicas e estratégias indicando Desafios e Soluções Retorno sobre investimento, geração de negócios e outros indicadores econômicos
Mobilização para Votação do Código Florestal

Somos a Comunicato Eventos Inteligentes e realizamos sonhos desde 1998. Ao longo desses 13 anos nos especializamos em transformar desejos e expectativas em realidade.
Pautados pela criatividade e inovação desenvolvemos projetos que vão desde o planejamento até a execução
De pequenas a grandes realizações a Comunicato planeja com inteligência e realiza com excelência. Isso porque nossa equipe tem paixão pelo que faz.
O compromisso com o sucesso traz uma inquietude que nos obriga a estarmos atualizados às tendências nacionais e internacionais do mercado, sendo com isso capazes de oferecer aos nossos clientes o que há de mais inovador em termos de soluções e tecnologias.
Nosso desafio diário é o de "pensar com a cabeça do cliente", entender o que ele precisa, decifrar o que ele quer, e ir além... de forma inteligente. Aliando o custo ao benefício, o planejado ao executado, o problema à solução, a dificuldade à superação, o resultado à satisfação.
Essa filosofia é compartilhada por todos os nossos parceiros e fornecedores que não limitam esforços para o alcance dos objetivos e metas traçadas para cada evento.

Mas não paramos por aí. Desde 2010 a Comunicato procura fazer um pouco mais por todos nós e pelo nosso planeta. Entendemos que nosso papel não se limita a atuações pontuais, ele vai muito além e pode trazer resultados extremamente significativos para a nossa sociedade e para o mundo.
Por isso criamos a ECOMUNICATO que tem a função de assumir a nossa responsabilidade social, visando o resgate da cidadania e o respeito ao meio ambiente.
A ECOMUNICATO está presente em nossos eventos inserindo práticas ambientais sustentáveis, fazendo avaliação da emissão de gás carbônico e apresentando formas de neutralizar a emissão de CO2 na atmosfera, utilizando materiais menos agressivos ou inofensivos ao meio ambiente, dando destinação correta a resíduos e sobra de materiais e realizando ações sociais.

Mas antes de tudo ela está presente no nosso dia a dia. Ela transformou nossa forma de enxergar o mundo e levou para dentro da Comunicato uma cultura mais sustentável e a conscientização da importância de cada um de nós no futuro do planeta.


Conheça nossos resultados em números acessando o clip:
http://www.youtube.com/watch?v=rIWbBt5zH08

Galeria de imagens
Comunicato Eventos Inteligentes
       

 

Título: Mobilização Nacional para Aprovação do Código Florestal
Marca Fantasia: Mobilização do Código Florestal
Nº de Participantes: 24.000
Data: 05 de abril de 2011.
Local: Esplanada dos Ministérios - Brasilia/DF
Abrangência: Nacional

Assista ao clip com imagens do evento:
http://www.youtube.com/user/comunicatoeventos#p/a/u/2/TN0g3gNrVB8

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil - CNA é uma entidade que tem como objetivo representar os produtores rurais brasileiros e defender seus interesses promovendo o desenvolvimento econômico e social do Setor Agropecuário.

Recentemente essa entidade se viu diante de um enorme desafio que envolve de um lado ONG´s ambientalistas e de outro o setor rural brasileiro. Paralelo a isso, um Congresso Nacional de opiniões divergentes e uma sociedade nutrida por informações difusas e inconsistentes. Em meio a tudo isso a necessidade latente de modernização do Código Floresal Brasileiro.

Ao contrário do que muitos pensam e a despeito de qualquer interesse ou opinião político-partidária, a CNA não quer com isso liberar o desmatamento das florestas brasileiras para o plantio de alimentos. O que a entidade quer é viabilizar a atividade agropecuária para continuarmos mantendo posições nunca antes ocupadas na história do país:
. Somos um dos maiores produtores de alimentos do mundo;
. Diminuição de 48% para 20% do salário do trabalhador para compra de alimento;
. 61% do território nacional está preservado com florestas nativas;

Para isso, se faz necessária a modernização de um Código que é de 1965. Da forma como ele está hoje, ele coloca 90% dos produtores brasileiros e da produção de alimentos na ilegalidade e continua a não proteger o meio ambiente. Diminuindo a produção de alimentos consequentemente aumenta a nossa exportação.

Durante 03 meses a Câmara dos Deputados trabalhou para colocar na pauta a votação do Código Florestal, e por ser tratar de um tema extremamente polêmico e que traz muitas divergências de opiniões, a cada nova tentativa de votação a CNA mobilizava os produtores para virem a Brasília mostrar ao Congresso e à sociedade a importância e a necessidade de votação do Código.

A Comunicato esteve presente em todas essas tentativas, mas a mais significativa delas, antes da grande mobilização, foi a vinda de 3.000 produtores rurais, principalmente dos estados do Centro Oeste, Sudeste e Nordeste do Brasil.
O objetivo era vir a Brasília e ir até o Congresso como forma de estimular a votação.
O grande número de pessoas impedia o acesso simultâneo ao Congresso Nacional, mas contamos com o apoio da Polícia Legislativa e parlamentares que nos ajudaram a viabilizar o evento dentro do Salão Verde (a chamada Chapelaria). Um local complicado para esse tipo de situaçao, uma vez que é dividido ao meio e a admnistração do espaço se faz metade pela Câmara e metade pelo Senado, que possuem normar e regras diferenciadas. Mas após anuência da realização do evento por ambos, fato esse que depois de muita negociação se deu apenas na véspera do evento, montamos no local a transmissão simultânea do plenário da Câmara para que os produtores pudessem acompanhar, uma exposição com painéis e a maquete do Projeto Biomas da CNA, e uma grande mesa de frutas e pães para simbolilzar a fartura de alimentos do campo e ao mesmo tempo poder servir de café da manhã para os produtores.
Eles chegaram pela manhã, foram recebidos em uma tendas externas no gramado da Esplanada, receberam camisetas para identificação e se dirigiam em grupos, que se revezavam, para o Salão Verde da Câmara. Na hora do almoço foram distribuídas 3.000 marmitas.
Infelizmente, após horas de espera dos produtores, o resultado não foi satisfatório. O Código não foi votado e esse se tornou apenas um pré-evento para um mega evento que estava por vir.

Diante do resultado iniciou-se então o trabalho para uma grande mobilização que traria mais de 24 mil produtores rurais, de todos os estados da federação, a Brasília.
A mobilização em favor da aprovação da proposta de atualização do Código Florestal Brasileiro foi realizada no dia 05 de abril de 2011 no gramado da Esplanada dos Ministérios.
Para recepção dos produtores um delicioso café da manhã.
Antes dos pronunciamentos uma grande missa ao ar livre, com um belíssimo coral, que emocionou a todos.
Após a missa, a abertura da mesa de frutas, e em meio a tudo isso: a CHUVA! Muita chuva...
No almoço, arroz carreteiro e refrigerante, feito por autênticos gaúchos, que vieram de Porto Alegre prontos para mostrar uma de suas especialidades.

Mobilizaçao em Números:

. Infra-Estrutura:
. 02 tendas gigantes, uma de 80X50m e outra de 50X30m
. 35 Tendas de apoio de 10X10m
. Um palco de 50m
. 100 banheiros químicos
. 12 caçambas de lixo

Alimentação:
. Apenas para o almoço foram um total de 14.000 kilos de alimentos.
. 5000 litros de refrigerantes
. 1 tonelada de frutas

Galeria de imagens
Doação de materiais
Retirada dos materiais doados
Retirada dos materiais doados
Entrega dos materiais
Equipe Comunicato ajudando na distribuição
Doação de garrafas pets
Mesa da Santa Ceia
Lonas doadas
   

 

O primeiro desafio: organizar um evento desta magnitude e complexidade em apenas cinco semanas.

Após as manifestações anteriores no Congresso, sem sucesso, as 27 Federações de Agricultura e Pecuária de todo o Brasil iniciaram o grande processo de mobilização para levar a Brasília produtores rurais embuídos de um espírito de paz, porém lutador e com o objetivo de terem de volta a sua dignidade de trabalhadores honestos e não foras da lei.

Enquanto isso a Organização do evento preparava toda a infra-estrutura para receber esses produtores com inúmeros desafios que surgiram desde o planejamento até a execução:

1. Logística/Programação. Um evento de dinâmica e logística muito complicadas que precisava ser organizado de forma a não parar a cidade. Afinal de contas estávamos falando de um evento no coração de Brasília.
. A previsão era de receber 400 ônibus. Onde acomodá-los sem gerar nenhum tipo de transtorno para a sociedade?
Em parceria com o Batalhão de Trânsito do Detran conseguimos a liberação de um terreno descampado em frente ao Teatro Nacional, onde fizemos a marcação com fitas e placas com a sigla dos Estados. Foi criado um grande bolsão de estacionamento, com marcações e orientadores de trânsito que faziam essa organização de forma bastante sistematizada. Ao todo tivemos 430 onibus e 550 carros.

. A programação do evento foi definida da seguinte forma:

Das 8h às 10h- Chegada dos produtores e início da distribuição dos kits de café da manhã
9h50 - Toque de berrantes e queima de fogos para anunciar o início do evento,
Das 10h às 11h - Missa Campal
Das 11 às 12h - Depoimentos e participação de autoridades presentes
Das 12h às 13h30 - Almoço e apresentações culturais
Das 13h30 às 16h - Visitas orientadas ao Congresso Nacional
14h30 - Abraço simbólico ao Congresso Nacional
15h30 - Audiência da Diretoria da CNA com o Presidente da Câmara dos Deputados - Dep. Marco Maia.
Das 16h às 17h - Retorno da audiência da CNA com o Presidente da Câmara dos Deputados - Dep. Marco Maia.
Das 17h às 18h*- Saída dos produtores
(*havia um compromisso da organização com o Detran de que a saída dos ônibus não ultrapassasse das 18h para nao atrapalhar o fluxo de carros que saem da Espalanada neste horário. E assim foi feito!).

2. Autorizações. Envolver todos os órgãos fiscalizadores e administrativos em um proceso que durou, do início até o fim, cerca de 3 semanas, é tarefa ímpar. Várias reuniões foram realizadas com as autoridades competentes da Secretaria de Segurança Pública, Detran, DER/DF, Companhia Energética de Brasília - CEB, Companhia de Abastecimento e Esgoto de Brasília - CAESB, Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Vigilância Sanitária, ECAD, Serviço de Limpeza Urbana - SLU, IPHAN, Polícia Legislativa e Administração de Brasília, na tentativa de unificar os discursos e viabilizar todas as autorizações em tempo hábil e recorde.

3. Infra-Estrutura. A previsão era de chuva forte. Foram montadas 02 tendas gigantes, com cadeiras plásticas para ajudar as pessoas a se protegerem da chuva, mas não havia estrutura coberta suficiente para acomodar as 24 mil pessoas. Foram produzidas então capas de chuva e bonés para serem distribuídos aos produtores. A solução foi um sucesso.
. Além das tendas de apoio foi montado também um palco para a missa campal e para os pronunciamentos.
. Tendas foram montadas para apoio à alimentação e suporte para água e café durante o evento. Duas tendas de 10X10m serviram de sala de imprensa e sala de apoio e 01 tenda serviu de posto médico para qualquer necessidade de atendimento emergencial, que não ocorreu.
. 05 geradores de 180 KVA´s alimentavam todo o evento além da energia da CEB
. 12 caçambas de lixo foram locadas e removidas com o lixo do evento.


4. Alimentação. A grande maioria das pessoas viajou a noite inteira para chegar pela manhã. Certamente chegariam com fome. Era necessário um café da manhã. E depois do café da manhã, como dar almoço para 24.000 pessoas? E o jantar antes de irem embora?
Além disso o desafio de fazer uma grande mesa de frutas e pães que simbolizassem a fartura do campo brasileiro.
. Para o café da manhã foram montadas 08 estruturas de pranchão contornadas por alambrados que faziam o caminho por onde teriam que correr as filas.Oito estuturas independentes faziam a distribuição de 01 suco de frutas em caixa, 01 sanduíche e 01 fruta.

. Para o almoço uma grande estrutura de tenda, tablado e alambrado foi montada contemplando 18 entradas e saídas. O prato único: arroz carreteiro, era servido em pratos plásticos com talher descartável, acompanhado de um copo de refrigerante.
Todo o manuseio dos alimentos foi feito em uma cozinha industrial locada para o evento e que dava o suporte para uma alimentação segura e sem problemas.
No gramado da Esplanada a produção. Foram 08 panelas de 05 metros de diâmetro cada uma, sobre lenhas,cozinhando desde a noite anterior ao evento.
Foram 42 pessoas envolvidas somente no preparo do almoço.

. A água potável prometida pela CAESB para o início do evento não chegou. O órgão não conseguiu suprir as suas burocracias internas e não pode fazer o fornecimento de água acordado em reuniões. O que fazer agora para fornecer água potável para os participantes do evento?
Locamos 08 caminhões pipa de água potável, colocamos 02 em cada tenda e fizemos as ligações das mangueiras em grandes caixas d´água montadas com torneiras para saída da água.

. Para o jantar, na saída dos ônibus havia uma grande equipe na central de apoio montada na entrada do estacionamento dos ônibus, que fez a distribuição de 20.000 marmitas com sucos em caixa. Foram 48 horas de produção de alimentos e manuseio para proporcionar essa quantidade de marmitas para viagem.

Nessa hora pesou a experiência de quem já havia organizado a maior mobilização, até então, em 2005, para a mesma CNA, com 22.000 produtores rurais.

Galeria de imagens
Equipe Comunicato com cooperativados do lixão
Bolos, pães e frutas
Preparando o almoço - Arroz Carreteiro
Mesa da Santa Ceia - Missa Campal
 

 

Todo investimento feito para a mobilização de produtores rurais em Brasília foi realizado com recursos da própria Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil, com o apoio de suas Federações.
O volume de recursos aplicado no evento foi baseado em um planejamento prévio e que trouxe resultados positivos para a entidade uma vez que o movimento mobilizou parlamentares e a imprensa a seu favor.

Desempenho Econômico:
420 Empregos diretos gerados
1.300 empregos indiretos


RESPONSABILIDADE SOCIAL:
Após a saída dos produtores rurais da Esplanada era chegada a hora de começar a desmontagem e destinar os resíduos e sobras para os respectivos locais de aproveitamento.
Foram doados kilos de lonas e faixas em morim que faziam a sinalização e tinham palavras de ordem do evento. O material foi entregue à Comunidade da Estrutural que utiliza o material para cobertua de casas e proteção das mesmas contra a chuva.

Foi entregue 01 caminhão lotado de garrafas pet ao...

50 marmitas que sobraram foram entregues à Creche Divina Luz e os 45 kilos de arroz carreteiro foram doados para a Igreja e Creche Nosso Lar.

Galeria de imagens
Cooperativa
Mesa da Santa Ceia
Almoço - Arroz Carreteiro
Café da Manhã
 

 

 

Compartilhe: Twitter Facebook Linkedin Plaxo Youtube