Prêmio Caio Sustentabilidade

Prêmio Caio 17ª Edição

Case: VALE NA FIPA 2009 - O MINÉRIO PRESENTE EM SUA VIDA
Candidato: TEMPLE COMUNICAÇÃO
Cliente: Vale S/A
Segmento: Serviços
Estado: PA
 
Capa Apresentação Conteúdo Apresentação de inovações tecnológicas e estratégias indicando Desafios e Soluções Retorno sobre investimento, geração de negócios e outros indicadores econômicos
Visão geral do estande da Vale

Vale

Empresa global sediada no Brasil, a Vale produz e comercializa minério de ferro, pelotas, níquel, concentrado de cobre, carvão, bauxita, alumina, alumínio, potássio, caulim, manganês e ferroligas.
Com foco no crescimento e diversificação das atividades em mineração, a empresa investe em pesquisa mineral e tecnologias voltadas à melhoria contínua de suas atividades.
Tem como desafio diário trabalhar com excelência operacional, com as melhores práticas e tecnologias ambientais, com respeito às pessoas, responsabilidade e compromisso para com o hoje, sem comprometer o amanhã.

Temple Comunicação

Sediada em Belém, a Temple é a agência de comunicação integrada com maior área operacional na Amazônia, atuando em vários municípios do Pará, Amazonas e Tocantins.
Há 11 anos no mercado, atende grandes clientes. Por meio da Rede Brasileira de Comunicação Empresarial (RBCE), dá suporte em comunicação a clientes e parceiros de todas as regiões do país.
Presta serviços de comunicação para licenciamento de grandes projetos, consultoria e planejamento, assessoria de imprensa, comunicação comunitária, gestão de crises, comunicação interna, publicidade institucional, entre outros. É a agência mais premiada pela Associação Brasileira de Comunicação Empresarial na Amazônia. Recebeu 14 prêmios Aberje, dois deles em 2009.

FIPA
A Feira das Indústrias do Pará (FIPA) é realizada pela Federação das Indústrias do Estado (Fiepa) a cada 2 anos. Na 9ª versão, reuniu 100 expositores no Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, em Belém.
Realizada de 27 a 30 de maio de 2009, a FIPA objetiva mostrar o perfil da produção industrial paraense. Os estandes, distribuídos em 7 mil m² do espaço de exposição, foram visitados por cerca de 35 mil pessoas.

Ações na FIPA

O estande da Vale foi desenvolvido pela Temple Comunicação em parceria com a empresa de arquitetura Arquimed Ltda, e aplicação de multimídia e execução da Taboo Design e Promoções. O espaço, com área de 250m², foi parada obrigatória para públicos diversificados.
A ideia era trabalhar os conceitos de inovação, interatividade, acessibilidade, tecnologia e sustentabilidade, ao mesmo tempo, transmitindo os valores da marca Vale. Por isso, o estande foi desenvolvido de forma a transmitir o posicionamento da empresa que produz matéria essencial para produtos que fazem parte do nosso dia a dia. O espaço foi compartilhado por coligadas e controladas da Vale: Mineração Rio do Norte, Albras e Alunorte.

Galeria de imagens
Espaço aberto e convidativo
Entradas de acesso ao estande
     

 

O ponto de partida para a concepção do espaço foi a simplicidade, aliada ao conteúdo interativo, recursos tecnológicos, acessibilidade e atrações culturais, como forma de atrair um público diversificado e de promover a inclusão das pessoas com deficiência. O estande foi projetado para ser modulado, facilitando sua montagem e transporte, o que permitiu a participação da Vale em outras quatro feiras durante o ano de 2009. O espaço foi dividido em três áreas: frontal, central e posterior:

1 – Área frontal: também conhecida como área multimídia, onde o público pôde interagir com a tecnologia touchscreen das telas LCD. O conteúdo nessas telas expunha a variedade de minérios produzidos e a presença deles no dia a dia das pessoas, além das ações socioambientais desenvolvidas pela empresa. Para fixar o conteúdo, logo abaixo da tela havia um expositor de minérios, que deixava ao alcance das mãos do público o material produzido pela Vale.

2 - Área central: composta de sala Vip, com poltronas e sofá para recepção de parceiros e autoridades; área de apoio à sala Vip, com frigobar e depósito para armazenamento de material. Na área ao lado da sala Vip foi montado um mini-estúdio de vídeo, onde os visitantes gravavam seus depoimentos com o tema “O minério na minha vida”. Logo ao lado do estúdio, telões LCD transmitiam vídeos que falavam sobre a Vale, suas coligadas e as ações socioambientais.

3 – Área posterior: também batizada de “área lúdica”, foi mobiliada com poltronas e puffs para ser utilizada durante as apresentações culturais de projetos apoiados pela Vale e suas coligadas e controladas; e, ainda, para ser utilizada como espaço de convivência durante o evento.

Galeria de imagens
Acessibilidade
Área frontal: convite à interatividade
Espaço de convivência
Sala VIP
Visita de cegos ao estande
Atrações culturais
Projeto Social: Vale Música
Aluminados do Teatro/Albras
Grupo de Percussão Vale Música
Mini-estúdio de gravação
         

 

A tecnologia das telas LCD, a interatividade do público gravando depoimentos para o canal da Vale no YouTube e a possibilidade de baixar fotos via bluetooth foram inovações tecnológicas dentro do estande ligadas ao posicionamento da marca Vale. Além de garantir a interatividade do público com o estande, serviram como referencial de produtos que estão no nosso dia a dia e que são feitos a partir do minério (computador, celular, câmera de vídeo, TV etc).

Monitores touchscreen de 17 polegadas apresentavam textos e imagens que falavam sobre essa aplicação do minério na rotina das pessoas. Os conteúdos poderiam ser fixados depois de forma lúdica, por meio de um jogo da memória, quebra-cabeça e quizz inseridos no conteúdo das telas de touchscreen. Essa solução de apresentar informações em mídias digitais estava ligada, ainda, ao conceito de sustentabilidade: não foram impressos folhetos com informações, evitando assim a geração de material descartável.

O público interagiu por meio da gravação de depoimentos com o tema “O minério na minha vida”. Em 15 segundos, as pessoas contaram suas experiências com os minérios no dia a dia. Os melhores vídeos foram postados no canal do YouTube da Vale.

Por meio do Wallpaper, os visitantes foram presenteados com papéis de parede para celular, com belas imagens de áreas onde a Vale está presente. As imagens eram enviadas via bluetooth e ficavam acessíveis a qualquer visitante. Também estavam disponíveis para download em uma página especial no site da Vale.

Já os vídeos institucionais foram exibidos em telões. Uma das estratégias para dar mais visibilidade ao espaço foi formar a fila para gravação de vídeos para o YouTube em frente a essas TVs e colocar puffs, assim as pessoas assistiam à exibição confortavelmente, enquanto aguardavam sua vez de gravar o depoimento.

Um outro diferencial do estande foi o projeto de inclusão, coerente com a proposta de atrair os mais diversos públicos. Foram instaladas rampas de acesso nas entradas, placas em braile com textos sobre os minérios e teclados alfanuméricos, com fones de ouvidos, cujo áudio trazia o conteúdo das telas LCD.

O objetivo foi possibilitar a participação de usuários com características diversas, independentemente de suas habilidades e restrições. O projeto do estande atendeu, portanto, aos princípios do Desenho Universal (forma de arquitetar produtos, meios de comunicação e ambientes para serem utilizados por pessoas de todas as idades e capacidades) e das legislações vigentes quanto à acessibilidade, em especial a NBR 9050/2004, publicada pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), que estabelece critérios e parâmetros técnicos aplicáveis às condições de acessibilidade.
O brinde da Vale na Fipa, um cubo mágico com fotos do dia a dia da empresa e de suas coligadas e controladas, foi adquirido da Coopsai, uma cooperativa do município de Barcarena, a 40 quilômetros de Belém, que faz parte de um projeto social apoiado pela Albras.

As lonas de banners de campanhas internas da empresa foram reutilizadas dentro do estande, como capa para os puffs da área lúdica. Nesse mesmo espaço, houve também a preocupação de valorizar os projetos sociais da empresa. Dentre as atrações nos quatro dias de feira estiveram o grupo de percussão e o grupo de violinos do projeto Vale Música, que beneficia 300 crianças e adolescentes no Pará. O grupo musical “Os Prevenidos” e a trupe “Aluminados do Teatro”, formados por empregados da Albras e da Alunorte, respectivamente, também foram atrações na área lúdica.
A Temple deu atenção particular aos recursos humanos disponíveis para o estande. Um intérprete em linguagem de sinais garantiu a visitação de surdos. E monitores auxiliaram os visitantes no passeio pela área interativa e lúdica.

Galeria de imagens
Telas touchscreen
Acessibilidade para pessoas com deficiência
Placas em braile, teclados alfanuméricos e fones de ouvido
Público diversificado
Vídeos institucionais
Papéis de parede para celular
Espera para gravação do depoimento. Pessoas assistem os vídeos confortavelmente.
Depoimento para o You Tube
Monitores do estande
Brindes: cubos mágicos
         

 

O objetivo do estande de integrar a Vale à comunidade e de mostrar a mineradora como uma empresa global e aberta à diversidade foi plenamente atendido na FIPA. Uma pesquisa de avaliação aplicada junto aos visitantes do estande revelou que o público ficou bastante satisfeito. Dos entrevistados, 73% consideram ótimo o nível de inovação dos produtos/serviços apresentados e 74% consideraram ótima a demonstração de produtos na área de exposição. A satisfação do público pode ser conferida em alguns dos depoimentos:

“Eu pude ver (no estande) que a Vale não se preocupa só com o seu produto. Se preocupa muito com a sustentabilidade”. Alícia Pimentel (FIPA – Belém)

“Queria parabenizar a Vale pelo estande, dando oportunidade às pessoas de conhecerem mais um pouco sobre a empresa e ressaltar a importância que a Vale tem para a nossa região, em termos de emprego e desenvolvimento”.
Fabrício Paiva (FIPA – Belém)

A resposta do público se refletiu também na imprensa, que deu ampla divulgação ao estande da Vale. Ao todo, foram veiculadas 52 notícias que falavam, citavam ou mostravam a participação da Vale na feira, nos veículos impresso, internet, rádio e TV.

O retorno da abordagem tecnológica também foi muito positivo: foram 447 acessos aos wallpapers enviados via bluetooth e 275 depoimentos gravados para o Youtube.

A concepção conceitual e estrutural do estande - modular, que pode ser desmontado e acondicionado em caminhão – também possibilitou o aproveitamento dessa mesma estrutura em outras três feiras no interior do estado, onde a Vale participou depois da FIPA, também com resposta positiva do público. O estande percorreu 3.650 km de estradas nos quatro meses seguintes à realização da FIPA. Nesses outros eventos, a estrutura geral do espaço foi mantida. Mas foram necessárias algumas adaptações para destacar os negócios e as parcerias de cada território. O estande foi remontado na Exposição Agropecuária de Marabá (Expoama), na Exposição Agropecuária de Paragominas (Agropec) e na Feira de Agronegócios de Parauapebas (FAP).

A FIPA é realizada reúne as inovações que o setor produtivo desenvolve no estado. Mesmo que a feira não seja especialmente para o fechamento de negócios, proporciona um grande networking, ou seja, uma rede de contatos para a realização de futuros negócios que ultrapassam as fronteiras paraenses e coloca a produção industrial do estado mais próxima do público.

Galeria de imagens
Repercussão na imprensa
Atrações foram notícia
Remontagem do estande em outra feira
Interatividade em outros municípios paraenses
Remontagem na Agropec
         

 

Responsabilidade socioambiental da Vale

Em sua tarefa diária de produzir matéria prima para os produtos essenciais que fazem parte de nosso dia a dia, a Vale também tem sua atuação pautada na responsabilidade social. Para isso a empresa realiza projetos ou firma parcerias que possam incentivar o desenvolvimento das regiões onde está inserida.
Um dos exemplos é a sua atuação por meio da Fundação Vale. Esta, a partir de estudos dos territórios onde a Vale está presente, elabora diagnósticos para orientar um trabalho de desenvolvimento das comunidades, em parceria com o Poder Público e a Sociedade Civil Organizada.

A Fundação também realiza projetos como o Vale Música, que tem no seu escopo o ensino da música clássica para crianças e adolescentes e preservação das manifestações culturais locais; Escola que Vale, voltado à qualificação e à formação continuada de professores da rede pública; Vale Alfabetizar, que visa contribuir efetivamente para a redução do analfabetismo por meio da capacitação de alfabetizadores e retorno dos alunos às salas de aula.

A Vale ainda desenvolve, em parceria com entidades de classe, órgãos do governo, instituições financeiras e de educação, o Programa Inove, que visa fortalecer o relacionamento com pequenos e médios fornecedores regionais, por meio de capacitação, linhas de crédito e incentivo, tornando-os mais competitivos para atender os níveis de exigência do mercado. E o programa Voluntários Vale, de estímulo à cultura de voluntariado dentro da Vale, fortalecendo o diálogo social e contribuindo para o desenvolvimento local dos territórios onde a empresa está presente.

O respeito ao meio ambiente também faz parte das ações da empresa, por meio da adoção de tecnologias ambientais, plantio e replantio de árvores, recuperação de áreas destinadas à mineração e parcerias com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), para o resgate e preservação de espécies da fauna e flora. Como resultados de tudo isso, a Vale foi a primeira mineradora do mundo a equilibrar a relação de áreas impactadas x áreas em recuperação (footprint). Além disso, foi a mineradora melhor avaliada no quesito emissões de carbono por receita gerada, entre as 500 maiores empresas listadas na Bolsa de Valores de Nova York.

Esse é o compromisso da Vale: continuar buscando soluções cada vez mais sustentáveis, que permitam o crescimento das atividades em sinergia com o desenvolvimento das pessoas e dos lugares onde atuamos.

Responsabilidade Social da Temple Comunicação

A Temple Comunicação, por sua vez, faz da comunicação sua ferramenta de responsabilidade social. Há sete anos, a empresa é parceira da organização não governamental Paravidda - Grupo para Valorização, Integração e Dignificação do Doente de AIDS – que tem utilidade pública reconhecida no estado. Por meio de assessoria de imprensa e de outras soluções em comunicação, como produção de campanhas, por exemplo, a Temple contribui com a instituição na mobilização social para arrecadação de fundos e de doações da entidade.

O Paravidda, que atua no Pará há 17 anos, atende atualmente 1.500 pessoas inscritas, provenientes de vários municípios paraenses, a maioria delas usuárias do Sistema Único de Saúde e desempregadas.

A preocupação social também é disseminada entre os clientes e empregados da Temple. A campanha de Natal para arrecadação de brinquedos para as crianças do Paravidda, em 2009; a arrecadação de roupas e alimentos para os desabrigados de Santa Catarina (RS), também em 2008; e a campanha interna para arrecadação de vítimas de enchentes em cidades do interior do Pará, em 2009, são alguns exemplos.
A agência desenvolve, ainda, trabalhos de apoio à Associação de Amigos da Universidade Federal do Pará (UFPA), que nasceu da ideia de resgatar e valorizar a importância da instituição para a sociedade. Um dos objetivos da Associação de Amigos é angariar recursos financeiros para construir um fundo a ser aplicado em ações nos campos do ensino, da pesquisa, da extensão, da cultura, das artes e do desenvolvimento institucional, científico, tecnológico e de infraestrutura da UFPA.

A Temple se engajou no apoio à associação por meio de ações como o planejamento e a captação de recursos para os 50 anos da UFPA, criação de novo site para a associação e identidade visual de material para captação de novos mantenedores.

Galeria de imagens
Temple: Arrecadação para desabirgados de Santa Catarina
Temple: Doação Santa Catarina
Temple na Campanha: doação de ovos de páscoa
Temple na Páscoa: doação de ovos de chocolate
Vale Música
Voluntários Vale
       

 

 

Compartilhe: Twitter Facebook Linkedin Plaxo Youtube