Prêmio Caio Sustentabilidade

Prêmio Caio 17ª Edição

Case: XXVII CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO
Candidato: F&B Eventos
Cliente: Rodolfo Bianco
Segmento: Eventos
Estado: PR
 
Capa Apresentação Conteúdo Apresentação de inovações tecnológicas e estratégias indicando Desafios e Soluções Retorno sobre investimento, geração de negócios e outros indicadores econômicos

Realizado desde 1950, o Congresso Nacional de Milho e Sorgo é considerado referência nacional na divulgação de inovações tecnológicas. Dentre seus objetivos, destaca-se a permanente busca por novos e eficientes caminhos para as culturas de milho e sorgo, visando superar os desafios que se apresentam no cenário nacional e internacional. O Brasil é o terceiro maior produtor mundial de milho, ficando atrás apenas dos Estados Unidos e da China.
O evento é promovido pela Associação Brasileira de Milho e Sorgo – ABMS a cada dois anos, sempre alternando cidades. Em 2004 foi realizado em Cuiabá-MT e em 2006 em Belo Horizonte-MG. A 27a edição teve como sede a cidade de Londrina-PR e como parceiros na sua organização o Instituto Agronômico do Paraná – IAPAR e a Embrapa Milho e Sorgo.
O tema central do XXVII Congresso Nacional de Milho e Sorgo foi “Agroenergia, Produção de Alimentos e Mudanças Climáticas: desafios para o Milho e Sorgo”. Por meio de palestras, painéis e mesas redondas, foram contemplados os diversos segmentos da produção, desde a agricultura familiar até a produção empresarial.
A importância da realização de um evento que reúne pesquisadores brasileiros e estrangeiros, estudantes, professores e profissionais ligados aos diferentes setores das cadeias produtivas do milho e do sorgo reflete o papel estratégico desempenhado por essas culturas na economia nacional.
Os materiais disponibilizados pela F&B Eventos a todos os participantes do XXVII Congresso Nacional de Milho e Sorgo (Anais em versão impressa e CD contendo os resumos expandidos dos trabalhos técnico-científicos apresentados) são amplamente utilizados pela comunidade científica e pelos diferentes segmentos que compõem as cadeias produtivas do milho e do sorgo.
O XXVII Congresso Nacional de Milho e Sorgo reuniu cerca de 1000 participantes e contou com apresentação de 598 trabalhos técnico-científicos. Vários diferenciais marcaram a 27ª edição como espaços de integração entre os participantes e patrocinadores, eventos sociais todos os dias, bem como a impecável cenografia proporcionada pela equipe da F&B Eventos.

Galeria de imagens
     

 

Título: XXVII Congresso Nacional de Milho e Sorgo
Tema: “Agroenergia, Produção de Alimentos e Mudanças Climáticas e Desafios para o Milho e Sorgo”.
Número de Participantes: 981
Local: Centro de Exposições e Eventos de Londrina – Londrina, PR – Brasil.
Data: 31 de agosto a 04 de setembro de 2008.
Periodicidade: A cada dois anos.
Abrangência: Nacional.
Eventos congregados:
III Simpósio da Lagarta do Cartucho
Workshop sobre Manejo e Etiologia da Mancha Branca do Milho
Entidades promotoras: O evento foi promovido pela Associação Brasileira de Milho e Sorgo – ABMS.
Entidades co-promotoras e apoiadoras: O Instituto Agronômico do Paraná (IAPAR) e a Embrapa Milho e Sorgo foram parceiros na organização do evento.
Expositores e patrocinadores: Basf, Bayer, Pioneer, Dow Agrosciences, Syngenta, Embrapa Milho e Sorgo, ABMS, Nidera, Lanxess, Laborsan, Coolseed, Coodetec, Banco do Brasil, CNPq, CAPES, Fundação Araucária, entre outros

Evento programado a cada dois anos para ser um dos maiores acontecimentos do Milho e Sorgo no Brasil, com o objetivo de divulgar avanços científicos e buscar novas soluções para os problemas que se apresentam para o milho e sorgo nacional.
A F&B trabalhou em todas as etapas do evento. O primeiro passo foi a concepção da identidade visual já que não existia um layout pré-definido. A partir da elaboração da logomarca iniciamos a divulgação do evento com a elaboração do cartaz e folder.
Um ponto forte do trabalho da F&B é a elaboração do projeto de comercialização do evento, em que constam todas as peças disponíveis para a venda, os valores e o layout tentativo de cada peça. Este material foi enviado para mais de 300 empresas possibilitando assim a captação de patrocínio com eficiência e organização.
Seis meses antes da realização do evento, o congresso já estava sendo lançado em uma grande solenidade no auditório do IAPAR com a presença da comissão organizadora do evento, vice-governador do estado do Paraná, Deputados, além de outras autoridades e a imprensa local.
Outro diferencial desenvolvido pela F&B foi o grande lounge localizado entre os estandes o que propiciava integração entre os participantes e uma ótima visibilidade a todos os expositores. A feira foi projetada voltada para este grande espaço de convivência. Todos os dias nos finais de tarde o evento oferecia aos participantes um happy hour com produtos a base de milho e música ao vivo.
A F&B teve uma preocupação também com a cenografia do Centro de Exposições de Londrina. Foram impressas imagens da cultura do milho e sorgo com mais de 5 metros de altura, foi criado um grande foyer de entrada com luminárias e arranjos, além do revestimento total do local com acabamento impecável.
O XXVII Congresso Nacional de Milho e Sorgo também foi espaço de trocas culturais. Na solenidade de abertura mostramos a forte presença da cultura japonesa na cidade com uma apresentação do grupo campeão nacional de dança com tambores -Taiko - o Ishindaiko, que encheu os olhos dos mil convidados presentes.
Atender, com excelência, a necessidade de públicos distintos e promover o intercâmbio entre os diversos setores que envolvem a cultura do milho e sorgo nacional e internacional, foram características marcantes do XXVII CNMS.
Fato que se comprova ao analisarmos o resultado da pesquisa de satisfação realizada com os congressistas. A maioria dos participantes considerou o atendimento prestado durante o evento, a infra-estrutura oferecida e a qualidade dos materiais distribuídos com sendo ótimos. Vários participantes escreveram comentários em suas fichas de avaliação para elogiar a programação cultural, a pontualidade nas palestras, a programação como um todo e, principalmente, a equipe de organização.

Programação

31 de agosto
20h00 - Abertura Solene- Iate Clube de Londrina

1° de setembro
08h00-09h00 - Inscrições
SALA PRINCIPAL
09h00-10h00 – Palestra: Cenário futuro para o milho e sorgo frente à demanda de produção de alimentos e energia
10h30 – 12h30 – Painel: Análise global da competitividade do milho e do sorgo na matriz energética / Manejo bioenergético para produção integrada de alimentos, fibra e energia
12h30 – 14h00 - Almoço
15h00 – 16h30 - Sistemas de produção para milho
16h45 – 18h15 - Sistemas de produção para sorgo
SALA 1
15h00 – 16h30 – Painel: Agricultura familiar
16h45 – 18h15 - Painel: Produção orgânica de milho
SALA 2
15h00 – 18h15 - III Simpósio da Lagarta do Cartucho
SALA 3
10h30 – 12h30 - Workshop sobre Manejo e Etiologia da Mancha Branca do Milho
12h30 – 14h00 - Almoço
14h00 – 18h15 - Workshop sobre Manejo e Etiologia da Mancha Branca do Milho
ESPAÇO TÉCNICO-CIENTÍFICO
14h00 – 15h00 - Sessão Pôster
ESPAÇO DO AGRONEGÓCIO
18h15 - Visita aos estandes

02 de setembro
SALA PRINCIPAL
8h30 – 10h00 – Palestra: Mudanças climáticas: a visão do ponto de vista científico
10h30 – 12h30 – Painel: Mudanças climáticas
12h30 – 14h00 - Almoço
15h00 – 16h30 – Painel: Plantas Daninhas
16h45 – 18h15 – Painel: Doenças do milho e do sorgo
SALA 1
15h00 – 18h15 - Inovações Tecnológicas
SALA 2
15h00 – 18h15 - III Simpósio da Lagarta do Cartucho
SALA 3
10h30 – 12h30 - Workshop sobre Manejo e Etiologia da Mancha Branca do Milho
12h30 – 14h00 - Almoço
14h00 – 16h30 - Workshop sobre Manejo e Etiologia da Mancha Branca do Milho
ESPAÇO TÉCNICO-CIENTÍFICO
14h00 – 15h00 - Sessão Pôster
ESPAÇO DO AGRONEGÓCIO
18h15 - Visita aos estandes

03 de setembro
SALA PRINCIPAL
8h30 – 10h00 – Palestra: Biotecnologia e Biossegurança: muito além da transgenia
10h30 – 12h30 – Painel: Biotecnologia
12h30 – 14h00 - Almoço
15h00 – 16h30 – Painel: Produção Integrada de Milho
16h45 – 18h15 – Assembléia da ABMS
SALA 1
15h00 – 16h30 – Palestra: Tratamento de sementes de milho: viabilidade para o manejo de pragas iniciais
SALA 2
15h00 – 16h30 - Inovações Tecnológicas
ESPAÇO TÉCNICO-CIENTÍFICO
14h00 – 15h00 - Sessão Pôster
ESPAÇO DO AGRONEGÓCIO
18h15 - Visita aos estandes

04 de setembro
SALA PRINCIPAL
8h30 – 10h00 – Palestra: Eficiência na utilização de insumos
10h30 – 12h30 – Painel: Integração lavoura pecuária
12h30 – 14h00 – Almoço
15h00 – 16h30 – Palestras: Milhos especiais / Necessidades das indústrias processadoras de milho
16h45 – 18h15 – Palestras: Perspectivas da utilização do milho e sorgo em novos segmentos industriais / Micotoxinas e segurança alimentar
18h15 - Encerramento do XXVII Congresso Nacional de Milho e Sorgo
SALA 1
10h30 – 12h30 – Painel: Manejo de pragas do milho e do sorgo
12h30 – 14h00 – Almoço
15h00 – 16h30 – Painel: Mecanização
16h45 – 18h15 – Palestra: Viabilidade da utilização de Azospirillum para inoculação de sementes de milho
SALA 2
15h00 – 18h15 - III Simpósio da Lagarta do Cartucho
ESPAÇO TÉCNICO-CIENTÍFICO

Galeria de imagens
     

 

Chamar atenção para a sessão de pôsteres parte de extrema importância para divulgação de trabalhos científicos, é sempre difícil. Para atrair os congressistas, optamos por uma ótima localização e decoração arrojada que chamasse atenção. Os pôsteres foram colocados no espaço mais nobre do Centro de Eventos, local em que trabalhamos com cenografia transformando o espaço em uma grande fazenda produtora de milho e sorgo. Assim, atraídos pela decoração diferenciada, os participantes acabavam dando a devida atenção aos pôsteres expostos no congresso. Fato que contribuiu muito para a divulgação dos trabalhos facilitando também o intercâmbio entre pesquisadores de áreas afins.
A estratégia da F&B para atrair a atenção para a Feira de Estandes foi a montagem de um grande lounge central o que propiciava integração entre os participantes e uma ótima visibilidade para todos os expositores. Todos os dias nos finais de tarde o evento oferecia aos participantes um happy hour com produtos a base de milho e música ao vivo. Todos os coffee breaks foram realizados também entre os estandes.
Os participantes do XXVII CNMS almoçavam no local do evento, fato que demandou criatividade e esforço da equipe organizadora para que este tempo pudesse ser agradável. Aliás, dar espaço para a interação entre os participantes é uma forte característica dos eventos organizados pela F&B.

Galeria de imagens
lounges
     

 

O XXVII CNMS foi um grande sucesso, tanto em termos de público, quanto na captação de recursos com um expressivo lucro para os promotores do evento. O lucro foi 40% maior que o da edição anterior.
Ainda que o principal objetivo do congresso não tenha sido a geração de receita, mas sim a transferência de tecnologia e conhecimento e a promoção do intercâmbio entre diferentes setores do milho e sorgo funções que o XXVII CNMS cumpriu com êxito, o evento gerou indicadores econômicos interessantes.
Além dos lucros diretamente aplicados nas instituições promotoras do evento, o XXVII CNMS movimentou todo o setor econômico da cidade de Londrina. Segundo dados do Londrina Convention & Visitors Bureau, o gasto médio de um congressista, não residente na cidade do evento, é de R$ 250,00 por dia. Enquanto um participante residente gasta R$ 50,00. Desta forma o XXVII CNMS gerou uma renda de aproximadamente R$ 1.000.0000,00 para Londrina. Renda que se distribui entre os mais diversos setores da economia local.
Outro ponto positivo foi que 90% dos participantes do congresso se hospedaram nos hotéis credenciados ao evento, movimentando o setor hoteleiro.
O XXVII CNMS contribuiu também para a integração entre alunos de graduação e pós-graduação, profissionais, pesquisadores e professores, visando a busca por
pesquisas que tragam novas alternativas e possibilidades de adoção de
tecnologias na agropecuária, garantindo assim maior desenvolvimento do país.

Galeria de imagens
Estandes
     

 

Considerando o aspecto de preocupação ecológica, os materiais impressos do evento, cartazes , bloco de rascunho, etc, foram impressos em papel reciclado.
Um ponto importante da programação, que demonstra a conscientização sócio-ambiental dos organizadores, foi a preocupação com as questões ambientais na programação cientifica, incluindo temas importantes como influencia nas mudanças climáticas e agricultura familiar.
Outro aspecto a ser destacada foi o extenso trabalho de treinamento e seleção aplicado aos monitores que atendiam os participantes do XXVII Congresso Nacional de Milho e Sorgo. Todos os atendentes tinham as informações sobre a cultura do milho e sorgo e principalmente instruções e treinamento para ótimo atendimento a todos os participantes, sendo este um ponto muito elogiado na pesquisa de avaliação.
A comissão organizadora também teve a preocupação de mostrar aos participantes a cultura regional de Londrina, oferecendo na solenidade de abertura a forte presença da cultura japonesa na cidade com uma apresentação do grupo campeão nacional de dança com tambores -Taiko - o Ishindaiko.
Outro ponto relevante foi que a comissão organizadora optou, quando possível, pela contratação de fornecedores que estivessem em dia com as obrigações fiscais.
Os baners do evento foram reaproveitados e doados para cooperativas agrícolas para serem utilizados como embalagens.

Galeria de imagens
taiko
       

 

 

Compartilhe: Twitter Facebook Linkedin Plaxo Youtube